segunda-feira, 27 de julho de 2020

JUIZ ULISSES MAYNARD ATENDE MP E MANDA FECHAR O COMÉRCIO DE ITABUNA - PREFEITURA RECORRE


O juiz da Vara da Fazenda Pública de Itabuna, Ulisses Maynard, determinou o fechamento do comércio não essencial do município, a partir desta terça-feira (28), atendendo o pedido do Ministério Público Estadual (MP-BA), que aponta crescimento dos casos de covid-19 e de mortes provocadas pela doença. O comércio de Itabuna foi aberto dia 9 por determinação do prefeito Fernando Gomes.
A reabertura, conforme a decisão, somente poderá ocorrer quando a média dos últimos 14 dias apontarem queda do número de óbitos e queda dos casos de covid-19 no somatório de 21 dias. Nos últimos dias, o município tem ficado com, no máximo, dois leitos de UTI disponíveis para vítimas da doença.
Na decisão, igrejas e templos religiosos não poderão reunir mais que 50 pessoas, independente do espaço.

PREFEITURA RECORRE
Por meio de nota, a Prefeitura de Itabuna informou que irá recorrer da decisão do juiz da 1ª Vara Fazenda Pública de Itabuna.
Prefeitura ressalta que todas as medidas de flexibilização foram definidas após análises da equipe técnica. “A Prefeitura esclarece ainda que a taxa de ocupação dos leitos inclui também pacientes de outros municípios. No Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, dos leitos de UTI que estão ocupados nesta segunda-feira (27), 38% são pacientes de outros municípios, 62% são pacientes de Itabuna. Já em relação aos leitos clínicos ocupados, 25% são pacientes de outros municípios, e 75% correspondem a pacientes de Itabuna. Vale salientar que há vagas disponíveis de leito clínico e de UTI”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário