terça-feira, 23 de junho de 2020

Foragido é capturado pela PCCE após investigações sobre golpe do falso prêmio



Uma ação da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) resultou, nessa sexta-feira (19), no cumprimento do mandado de prisão contra um homem investigado pelo golpe do falso prêmio, no qual o estelionatário liga para a vítima comunicando um prêmio que seria dado em troca de um depósito em dinheiro. O mandado em desfavor dele foi expedido pela Vara de Organizações Criminosas pelo crime de tortura, ocorrida no ano de 2019, no bairro Conjunto José Walter, na Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9).
De acordo com as investigações, Jedson Cavalcante de Lima (24), com antecedentes criminais por tráfico de drogas e tortura, é apontado como suspeito de praticar um golpe contra uma vítima que reside no Mato Grosso do Sul. De acordo com levantamentos da especializada, o homem ligou para a vítima afirmando que ela seria contemplada com um prêmio, mas, em troca, ela precisaria realizar um depósito em dinheiro antes para receber a premiação.
Segundo as apurações, a vítima efetuou três depósitos na conta do estelionatário e, a partir do fato, a Polícia Civil chegou até a localização do indivíduo e constatou que havia um mandado de prisão em aberto contra ele. De posse dos dados, os agentes de segurança intimaram o homem a comparecer até a DDF onde foi cumprido o mandado de prisão preventiva que estava em aberto.
Segundo o delegado Carlos Teófilo, delegado adjunto da especializada, o inquérito policial foi instaurado pela Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul (PCMS) e remetido para DDF da PCCE, pois o local onde o estelionatário obteve a vantagem foi o Ceará. “O homem, além de haver indícios de ter praticado golpes, seria membro de uma organização criminosa e teria cometido o crime de tortura no ano de 2019, no bairro José Walter”, afirmou o delegado.
Diante das evidências coletadas pela equipe da DDF durante as apurações, o homem será indiciado pelo crime de estelionato. Após o procedimento realizado para o cumprimento do mandado judicial, Jedson foi colocado à disposição da Justiça.
A DDF segue com as investigações no intuito de identificar se o homem está envolvido em outros esquemas fraudulentos. O crime de estelionato pode ser reportado via Delegacia Eletrônica (Deletron) (www.delegaciaeletronica.ce.gov.br/beo) da Polícia Civil do Ceará. Os casos serão redirecionados para a DDF, que é a unidade especializada por esse tipo de investigação. A PCCE ressalta a importância do registro do BO eletrônico por parte de outras possíveis vítimas do crime para subsidiar o trabalho policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário