quarta-feira, 13 de maio de 2020

TCU determina que militares devolvam R$ 600 do auxílio emergencial recebido de forma indevida



Por Kamille Martinho  - O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que os militares que receberam os R$ 600 do auxílio emergencial de forma irregular devolvam o valor. Segundo despacho, o ressarcimento deve ser imediato com adoção de previdências necessárias pelo Ministério da Defesa, inclusive com a retenção do valor na folha de pagamento.
Segundo o blog da jornalista Natureza Nery, no G1, o TCU ainda determina, cautelarmente, aos ministérios da Defesa e o da Cidadania que, caso os ressarcimentos não tenham ocorrido até a data de fechamento da folha de pagamento do mês de maio, via Guia de Recolhimento da União (GRU), que seja realizada retenção no mesmo valor recebido pela pessoa que integra a folha, seja ela militar ativo, inativo ou pensionista.
O despacho informa que a soma dos pagamentos indevidos somam, pelo menos, R$ 43,9 milhões. Segundo o governo, 73,2 mil militares ativos inativos, de carreira, temporários, pensionistas, dependentes e anistiados receberam o auxílio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário