domingo, 10 de maio de 2020

Morre o escritor Sérgio Sant'Anna, vítima do Covid, aos 78 anos


Morreu aos 78 anos, o escritor brasileiro Sérgio Sant'Anna. Ele estava internado desde o dia 3 de maio, no Quinta D'Or, na Zona Norte do Rio de Janeiro, por causa do coronavírus. Sérgio estava internado e usava um respirador. A notícia da morte foi anunciada pela irmã dele, escritora Sonia Sant'Anna, no Facebook. Ele deixa dois filhos. Sérgio completou 50 anos de carreira no ano passado.
O seu primeiro livro de contos, "O sobrevivente", foi publicado por conta própria, com o dinheiro emprestado do pai. Após passar oito meses em um programa de formação de autores nos Estados Unidos, publicou mais três livros nos anos 1970: a coletânea de contos "Notas de Manfredo Rangel, repórter" (1973) e os romances "Confissões de Ralfo" (1975) e "Simulacros" (1977).
Apesar de ter feito sucesso por causa dos contos, ele também foi reconhecido por publicações em outros formatos. O autor venceu dois Jabutis pela novela "Amazona" (1986) e o romance "Um crime delicado" (1997). O último livro de Sant'Anna, "Anjo noturno", foi lançado em 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário