sábado, 23 de maio de 2020

Kajuru critica reunião ministerial e sinaliza ruptura com Bolsonaro



Jorge Kajuru não gostou do vídeo da reunião ministerial (Foto: Divulgação)
Redação Notícias - O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) fez duras críticas à reunião ministerial de 22 de abril e indicou sua ruptura com o governo Bolsonaro. O vídeo teve sua divulgação liberada na última sexta-feira (22) pelo ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal).
“É triste ver o vídeo do presidente com ministros onde o foco não foi a saúde de um Brasil em pandemia! Também inaceitável a confissão de interferência! Cada poder tem que falar”, escreveu o senador em sua conta no Twitter.
A “confissão de interferência” se refere à suposta interferência de Bolsonaro na chefia da PF (Polícia Federal) do Rio de Janeiro, como acusou ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. O vídeo, segundo o ex-juiz, comprovaria sua fala sobre o presidente.
A crítica sinaliza a vontade de Kajuru de se distanciar do governo e de Bolsonaro, de quem antes era um defensor ferrenho. Quando estava no PSB, por exemplo, o senador defendeu a flexibilização do porte de armas, bandeira de Bolsonaro, e desagradou o presidente do partido, que pediu sua desfiliação.
Nas últimas semanas, Kajuru se posicionou contra Bolsonaro na discussão acalorada com o governador de São Paulo, João Doria, e na demissão de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário