segunda-feira, 13 de abril de 2020

Ministro Luis Barroso já admite alteração no calendário eleitoral por causa do coronavírus


O ministro Luis Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), afirma que a aglomeração das convenções partidárias e a fase de testes das urnas eletrônicas são os principais obstáculos para a realização das eleições municipais de outubro em meio a pandemia do novo coronavírus.
Barroso assume a presidência do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a partir de 26 de maio, no lugar de Rosa Weber. O primeiro turno do pleito está marcado para 4 de outubro e o segundo, para o dia 25.
Em entrevista a Folha, o ministro defendeu que um possível adiamento das eleições seja por poucas semanas e se disse contrário a prorrogação do mandato de prefeitos e vereadores para depois de 1º de janeiro de 2021.
O ministro se mostrou favorável as decisões do STF impondo limites ao governo de Jair Bolsonaro na crise do coronavírus e rebateu as acusações do presidente sobre a confiabilidade das urnas eletrônicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário