quarta-feira, 11 de março de 2020

Detento linchado no Conjunto Penal de Jequié estava preso por suspeita de matar companheira



O detento Edmilson Ferreira dos Santos, que foi encontrado morto no Conjunto Penal de Jequié, no sudoeste da Bahia, estava preso por suspeita de feminicídio. As informações foram confirmadas ao G1 nesta terça-feira (10), pela assessoria da Polícia Civil.
O caso aconteceu no dia 28 de fevereiro, na cidade de Poções, no sudoeste da Bahia. A vítima, Leila da Silva Oliveira, tinha um relacionamento com Edmilson e estava grávida, quando foi assassinada. Leila chegou a ser socorrida para o Hospital Geral de Vitória da Conquista, mas não resistiu. A polícia não revelou mais detalhes sobre o crime.
Edmilson estava preso por mandado de prisão preventiva e aguardava decisão judicial. Ele foi linchado e morto no sábado (7). A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) apura quem matou Edmilson e o que motivou o linchamento.
O caso está sendo investigado pela direção do Conjunto Penal de Jequié, Policia Civil e autoridades competentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário