quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Polícia Civil realiza operação em Caucaia e cumpre 12 mandados de prisão



Uma ofensiva realizada pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do Departamento Técnico Operacional (DTO), realizada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (15), resultou no cumprimento de 12 mandados de prisão preventiva. Os alvos são envolvidos em crimes ocorridos no município de Caucaia, na Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11), na Região Metropolitana de Fortaleza. Dos 12 capturados, seis foram presos durante a ação policial e outros seis já estavam recolhidos no sistema penitenciário do Estado.
A operação teve como objetivo capturar pessoas envolvidas na criminalidade atuantes na área da Caucaia. Eles são suspeitos de crimes como homicídios, estupros, roubos e violência doméstica. Foram presos: Gabriel dos Santos Pinto (26), que já responde por roubo; Francisco Luciano Rodrigues de Sousa (54), que responde por estupro tentado, violência doméstica; Jasi Silvino Nunes (40), que já responde por roubo e receptação; Dizomar da Rocha de Morais (43), que já responde por crime contra a administração pública e lesão corporal; Fabio Felix de Souza (49), que já responde por lesão corporal e violência doméstica, e Mateus Arthur de Sousa da Costa (22), que já responde por porte ilegal de arma de fogo.
Ainda foram cumpridos mais seis mandados de prisão contra homens que já integravam o sistema penitenciário do Estado. São eles: Thiago Silva do Nascimento (33), que já responde por tráfico de drogas, roubo e lesão corporal; Francisco Wellison Rodrigues da Silva (35), que já responde a 14 procedimentos policiais por furto de veículo, receptação e direção perigosa; Antônio Luciano Gomes da Silva (57), que já responde por estupro e homicídio; Felipe Alencar Simões (23), que responde por roubo e receptação; Ronaldo Lopes Maciel da Silva (21), responde por tráfico de drogas e receptação, e Marcos Antônio dos Santos Furtado (31), que responde por roubo, furto e porte ilegal de arma de fogo.“Um dos focos da operação foi a prevenção aos crimes de feminicídio. Dos 12 mandados cumpridos, três eram de pessoas ligadas à Lei Maria da Penha, por lesões contra mulheres. Também foram presos outros indivíduos envolvidos com roubos e tráfico de drogas”, destacou o secretário da Segurança, André Costa. O titular da pasta destacou ainda o combate à criminalidade no município de Caucaia. “Vamos intensificar as ações em Caucaia. Vale destacar que, em 2019, a cidade teve uma redução considerável no número de homicídios, mas ainda assim tem desafios a serem vencidos na área da segurança pública. Verificamos ainda as possíveis necessidades na Delegacia Metropolitana de Caucaia, que foi a primeira unidade fora de Fortaleza que recebeu uma segunda equipe para o Núcleo de Homicídios. Um segundo delegado foi deslocado para atuar exclusivamente nos crimes de homicídio na cidade”.

Flagrante
Dando continuidade às ações de combate à violência na área da Caucaia, uma equipe de policiais civis do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) capturaram, na tarde desta quarta-feira (15), um homem e apreenderam um simulacro de pistola. A ação policial ocorreu no bairro Potira.
Cleilson Silva Paula (24), que já responde por roubo, receptação e porte ilegal de arma de fogo, foi preso e um adolescente de 17 anos foi conduzido para a delegacia. Com eles, a Polícia apreendeu um simulacro de pistola, a quantia de cem reais, três munições de calibre 380, dois aparelhos celulares, um cartão de crédito em nome de terceiro e uma mochila contendo roupas. A dupla foi encaminhada para a sede do 18º Distrito Policial (Jurema), onde o adulto foi autuado em flagrante por receptação, além disso, um boletim circunstanciado de ocorrência foi registrado contra o adolescente.

Efetivo
Cerca de 150 policiais civis dos Departamentos de Inteligência Policial (DIP), de Polícia Judiciária Metropolitana (DPJM), de Polícia Judiciária da Capital (DPJC), de Polícia Judiciária Especializada (DPJE), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Recuperação de Ativos (DRA) e de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) participaram da ação policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário