terça-feira, 3 de dezembro de 2019

URUÇUCA - PREFEITO MOACYR LEITE ATRASA DOIS MESES DE SALÁRIO E NÃO TEM COMO PAGAR O DECIMO TERCEIRO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS


O vereador Eri Guimarães (PT) usou a tribuna na sessão plenária do dia 2 deste mês, na Câmara Municipal de Uruçuca, para protestar contra a falta de pagamento dos salários dos funcionários públicos. A situação se tornou tão grave que um coveiro revoltado com dois meses de salários atrasados recusou a enterrar uma criança, o que obrigou a uma família abrir a cova de seu ente querido.
O vereador cobrou respeito com os funcionários e que pague os seus salários, ” porque dinheiro tem! A prefeitura arrecada mais de 4 milhões mensal “, declarou.
Segundo o Tribunal de Contas dos Municípios,a folha de pagamento da Prefeitura de Uruçuca é de 2 milhões e 600 mil. São 1.426 funcionários, sendo mais de 900 contratados temporariamente. A receita líquida mensal do município é de R$ 6.408.130,51. Embora com folha superlotada por conta dos contratados, o prefeito Moacyr Leite não tem como justificar o pesadelo que tem submetido o funcionalismo em pleno final de ano. A situação tende a gravar-se com a chegada da obrigatoriedade do pagamento do 13º Salário, onde o acúmulo da dívida com o funcionalismo deve dobrar a receita do município e, portanto, impossibilitando o pagamento.
Com a falta de pagamento o comércio de Uruçuca começa a definhar e a reposição de mercadorias para o fim de ano já se torna algo deprimente pela falta de circulação de dinheiro na cidade. Já os secretários, prefeito e vice que estão com seus ganhos em dia, fazem suas compras em Ilhéus e Itabuna onde são vistos com frequência.
O mais curioso é que o prefeito Moacyr Leite expediu nota prometendo punir, e assim se vingar do coveiro que recusou trabalhar por falta de pagamentos. O fato que foi manchete na imprensa regional e nacional foi apenas a ponta do iceberg do caos que vive a prefeitura de Uruçuca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário