segunda-feira, 4 de novembro de 2019

POLÍCIA CIVIL E MILITAR REALIZA A PRIMEIRA FASE DA OPERAÇÃO CIFRA NEGRA, ONDE FORAM PRESAS 15 PESSOAS, DENTRE ELES, 04 POLICIAIS MILITARES


Incutindo em ações contra a criminalidade, a Polícia Civil do Maranhão cumpriu nesta quarta-feira (30), 15 Mandados de Prisão contra indivíduos envolvidos com a criminalidade em Viana, São Luís, Matinha, Penalva e no estado do Mato grosso. Nestas ações foram presas dentre os suspeitos, 04 policiais militares, os quais estavam cometendo os crimes de homicídios, tráfico de drogas, armas e munições, exploração de jogos de azar, prevaricação, dentre outros, A Operação é resultante da primeira fase da Operação Cifra Negra.
As informações repassadas pelo Superintendente de Polícia Civil do Interior, o Delegado Guilherme Campelo, foram que as prisões aconteceram pela primeira fase da “Operação Cifra Negra”, na qual envolveu na participação de policiais civis e militares, os quais foram às ruas para dar cumprimento a mais de 30 Mandados de Busca e Apreensão e 24 Mandados de Prisões. O delegado relatou, que “Dentre os Mandados de Prisões, já foram cumpridas 15 prisões. Há 05 Mandados de Prisão contra policiais militares, sendo que destes, já foram cumpridas 04 prisões de militares, pois um deles se apresentou nesta sexta-feira (01) no Comando Geral, o militar identificado por Lindonjoson Raposo. Há ainda um militar foragido. Há a participação também de Guardas Municipais na ação criminosa.
A operação tem a finalidade na investigação de associação criminosa, onde o grupo é envolvido em diversos homicídios, tráfico de drogas e posse/porte ilegal de arma de fogo. Registra-se o apoio operacional da polícia militar em todos os momentos da operação”. Ponderou o superintendente da SPCI.
O Delegado Geral da Polícia Civil do Maranhão, Leonardo do Nascimento Diniz, relatou, que foram cumpridos os Mandados de Prisão nas cidades de São Luís, Matinha, Penalva, Viana e no estado do Mato Grosso. A operação foi coordenada pela delegada de Polícia Civil, Nilmar da Gama Rocha. A Força Tarefa “Cifra Negra” tem a motivação de trabalho por conta dos elevados índices de criminalidade na cidade de Viana/MA, bem como por toda a região denominada “Baixada Maranhense”, sobretudo crimes contra a vida.
O Delegado repassou, que os integrantes do grupo agem metodologicamente fundados na violência e intimidação, e possuem relações com o Poder Público, o que lhes garantiam burlar a apuração dos crimes. Após os trabalhos da Força Tarefa “Cifra Negra” iniciados em fevereiro do corrente ano, desde então vem sendo investigado os crimes de homicídios. As investigações buscaram averiguar, a real dimensão dos fatos, a fim de se coletar maiores provas acerca da autoria, instrumentos utilizados, modus operandi, envolvidos, rota, desde quando se dava a atividade do grupo, precisão geográfica, bem como a distribuição de tarefas no grupo, dentre outros elementos, sendo que foi possível identificar, ainda, as seguintes atividades ilícitas: homicídios, tráfico de drogas, armas e munições, exploração de jogos de azar, prevaricação, dentre outros.
Após quase seis meses de investigação, a força tarefa conseguiu identificar os membros mais atuantes, de acordo com as investigações, compõem o Grupo Criminoso que age na cidade de Viana e regiões vizinhas, como Viana, Penalva, Matinha, São Luís, dentre outras, cujas qualificações e individualizações.

Os envolvidos presos foram identificado por:

FRANCIOMAR COSTA TRAVASSOS
GILMAR VEIGA MORAES
AMARILDO MACHADO CUTRIM
FABINHO
ALAN
LUÍS DE JESUS PINTO DOS PASSOS
VALBER SANTOS (PM)
CLEOMAR MARTINS DO NASCIMENTO, (PM)
JANILSON SANTOS CORRÊA (PM)
Lindonjoson Raposo (PM)
FRANCISCO ALVES DA SILVA
JARDSON SOUSA JANSEN
JOSE NELSON PINTO PEREIRA
GILBERLAN PAIVA
HELTON MELONIO PEREIRA

Os demais criminosos ainda estão sendo procurados pela polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário