quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Mãe e namorada são suspeitas de provocar morte de menino de 3 anos



David Gustavo Marques de Souza, de apenas 3 anos, morreu nessa terça-feira (26) depois de ser espancado pela própria mãe em Nova Marilândia, a 270 quilômetros de Cuiabá (MT). Luana Marques Fernandes, 25 anos, e a companheira dela, Fabíola Bacelar, 22, foram presas nesta quarta (27). Segundo a Polícia Civil do Mato Grosso, o garoto era vítima de maus-tratos. De acordo com o jornal Estado de Minas, em julho deste ano, o pai do garoto registrou boletim de ocorrência denunciando sua ex-mulher e mãe da vítima após buscar David Gustavo e perceber que ele estava com várias marcas, entre elas mordidas nas costas. Nessa terça, a criança foi levada por Fabíola até o hospital de Nova Marilândia sem vida.
Ela relatou que o menino teria caído de bicicleta. Apesar da desculpa, quando o boletim estava sendo feito, duas testemunhas apareceram e relataram que a fratura que o menino apresentava no fêmur havia sido causada por um atropelamento proposital. Segundo elas, a companheira da mãe o prensou contra o portão de casa. Ainda de acordo com a ocorrência, quando a criança sofreu o atropelamento, ela foi levada para o pai. A mãe do menino, Luana, tem outro filho, ainda bebê. Quando os policiais tentaram encontrá-lo, ele havia sido deixado com uma amiga.
Ao ser questionada sobre o paradeiro da amiga, Luana não sabia nem dizer onde a mulher estava com o bebê. Após ser encontrado, o bebê de colo foi deixado aos cuidados de uma das testemunhas de maus-tratos de David Gustavo, que precisou dar um banho na criança no quartel da Polícia Militar, em razão de ele estar sem os cuidados de higiene necessários. O caso foi registrado pela Polícia Civil como homicídio doloso, tortura cometida contra criança, maus-tratos com resultado de morte e omissão de socorro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário