segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Homem investigado por fabricar armas artesanais para grupo criminoso é capturado pela Polícia Civil

Uma investigação conduzida pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do 30º Distrito Policial (DP), resultou na prisão em flagrante de um homem apontado como responsável por fabricar e fornecer armas artesanais para um grupo criminoso. Essa é a segunda prisão em menos de dois anos de José Flávio Ferreira Sombra (21), pelo mesmo crime. Desta vez, os policiais civis apreenderam diversos equipamentos utilizados para a fabricação do armamento, incluindo um revólver calibre 38, além de munições de calibres variados. A prisão do homem aconteceu, nessa quarta-feira (13), no Conjunto Palmeiras, na Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3).

Como apontam as investigações do 30º DP, Flávio, também conhecido pelas alcunhas de “Lúcifer” ou “Sombra”, tem envolvimento na produção e na venda de armas artesanais. Ele mantinha uma espécie de oficina cuja atividade se destinava a produção dos artefatos bélicos com o objetivo de abastecer os integrantes de uma organização criminosa. De posse do endereço do suspeito, os policiais seguiram para o imóvel alvo das investigações para recolher os materiais, bem como prender, mais uma vez, o homem.
Chegando ao imóvel, os agentes localizaram Flávio e acharam vários materiais, como canos cortados, barras metálicas, furadeira, esmerilhadeira, saco de molas e outros apetrechos. Ainda na casa, foram encontrados um revólver calibre 38, munições de calibres 38, 40 e 380, além de outras armas artesanais. Todo o material foi recolhido e apresentado na sede do 30º DP, no bairro Jangurussu.

Na delegacia, diante dos fatos, Flávio foi autuado em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e por comércio ilegal de arma de fogo, com base no Estatuto do Desarmamento. Além disso, ele também vai responder por integrar organização criminosa. A Polícia Civil segue investigando a relação do homem com outras pessoas de participarem de atividades criminosas na região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário