quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Polícia conclui que 18 morreram por maus-tratos em asilo de Belo Horizonte

18 morreram em asilo em Santa Luzia, Belo Horizonte - Foto: TV Globo/Reprodução

Yahoo Notícias  - A Polícia Civil concluiu, na noite deste terça-feira (01), as investigações sobre casos de tortura que teriam acontecido em um asilo particular em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o portal G1, ao longo de 60 dias de apuração, a polícia ouviu mais de 50 pessoas, analisou dezenas de provas e laudos e chegou a conclusão de que 18 pessoas morreram em decorrência de maus-tratos.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, foram registradas 76 pessoas que sofreram maus-tratos e outras duas que sofreram abusos sexuais dentro do local.
Cinco suspeitos já estavam presos e acabaram indiciados após a conclusão do processo. Quatro deles são da mesma família e outro é um cuidador contratado.
Relembre o caso
No dia 25 de julho, a dona do asilo e sua filha foram presas por suspeita de torturar e agredir internos do silo, que acabou interditado pela prefeitura. A polícia prendeu a dupla depois de diversas denúncias.
De acordo com a prefeitura de Santa Luzia, vários idosos foram levados para uma instituição em um município próximo com quadros de pneumonia, fratura, desnutrição. Eles confirmaram as denúncias de agressão.
Menos de uma pesada depois, o marido da dona do asilo, outra filha do casal e um cuidador contratado foram presos suspeitos de participarem das agressões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário