domingo, 27 de outubro de 2019

Avião com 70 brasileiros expulsos dos EUA pousa em Confins neste sábado



portal@hojeemdia.com.br - Um avião trazendo 70 brasileiros que tentaram entrar ilegalmente nos Estados Unidos pousou na madrugada deste sábado (26) no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Segundo informações de "O Globo", os passageiros do voo foram sumariamente deportados e, antes de embarcar, ficaram detidos por cerca de um mês na cidade de El Paso.
Um dos brasileiros que desembarcaram na capital, de acordo com o portal G1, é um homem de 48 anos que estava na lista de Difusão Vermelha da Interpol, condenado por um homicídio em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, em 2000. Assim que desceu da aeronave, foi preso pela Polícia Federal. Segundo a corporação, ele foi condenado a seis anos de prisão, mas nunca cumpriu a pena, já que fugiu para os Estados Unidos assim que a sentença saiu. A PF também revelou que recentemente ele teria tentado matar um casal de brasileiros na Flórida.
Outro passageiro que desembarcou nesta madrugada em Confins, segundo "O Globo", seria um bebê de 1 ano.
De acordo com a BH Airport, concessionária que administra o aeroporto, a aeronave pousou às 2h05 na pistas de Confins, uma hora depois do horário previsto.
Arquivo Hoje em Dia / N/A

Mineiros
Entre os deportados, segundo a PF, 58 são mineiros, a maioria de cidades como Governador Valadares, Ipatinga e Coronel Fabriciano. De outros estados, a corporação identificou pessoas de Mato Grosso, Rondônia, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.
Os brasileiros, segundo apontado por investigações da PF, teriam tentado entrar ilegalmente nos EUA se apresentando a policiais na fronteira na esperança de responder ao processo de imigração em liberdade. No entanto, os planos foram frustrados pela nova regra implementada pelo governo de Donald Trump que permite que a deportação de imigrantes pegos sem passaporte seja feita sem o processo.
O avião que trouxe os imigrantes foi fretado pela U.S. Immigration and Customs Enforcement, agência do governo norte-americano responsável por imigração e alfândega. Os imigrantes ainda devem prestar depoimento à PF como parte de uma investigação que apura o esquema de imigração ilegal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário