terça-feira, 17 de setembro de 2019

Cargas avaliadas em R$ 76 mil são recuperadas pela Polícia Civil e suspeitos são presos


Investigações conduzidas pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), resultaram na recuperação de duas cargas avaliadas em cerca de R$ 76 mil. Durante os trabalhos policiais, ocorridos em Fortaleza, quatro pessoas foram presas por roubo e receptação. As informações foram repassadas em coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira (17).
As diligências realizadas pela DRFVC iniciaram após um roubo cometido contra um caminhão, no bairro Mondubim – Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9), no dia 12 de setembro. Na ocasião, um carregamento composto por bebidas (cerveja, refrigerante e água) foi subtraído por criminosos. Após o fato ser noticiado pelas vítimas, por meio de Boletim de Ocorrência (BO), a Polícia Civil chegou ao veículo conduzido pelos criminosos no dia do roubo.
O Peugeot de cor cinza foi encontrado pelas equipes, no dia seguinte, 13 de setembro, no bairro Barroso (AIS 3), também na Capital. Nele, estavam dois ocupantes identificados por Rafael Lopes Sousa (27) – com antecedentes criminais por roubo, estelionato e lesão corporal dolosa; e José Cardoso Mariano (40). Com a captura da dupla, os policiais civis chegaram ao comércio, em que o proprietário era apontado como receptador da carga, no bairro Castelão (AIS 5).
Quando chegaram ao estabelecimento, os agentes foram recebidos por Marcos Holanda Saraiva Rabelo (47) – sem antecedentes criminais -, que negou ter adquirido produtos de origem ilícita. No entanto, após uma busca minuciosa, a Polícia Civil localizou parte da carga roubada, avaliada em torno de R$ 12 mil. No escritório do comerciante, os policiais apreenderam ainda um revólver calibre 38 municiado, que o suspeito confessou ser sua. O trio foi levado à sede da DRFVC, onde foi autuado em flagrante. Rafael e José foram autuados por roubo e associação criminosa. Já o comerciante foi indiciado por receptação e porte ilegal de arma de fogo.


No mesmo dia, após a captura do trio, a Polícia Civil chegou à segunda carga, composta por produtos alimentícios, bebidas e produtos de limpeza, avaliada quase R$ 65 mil. De acordo com as investigações, os materiais estavam armazenados em um lava jato, no bairro Genibaú (AIS 2) da Capital. Os policiais seguiram até o local, onde foram recebidos pelo proprietário, que se identificou como Francisco Ivan Teixeira (47) – sem antecedentes criminais.



Ao ser questionado, Ivan informou que havia alugado um dos pontos, situado no mesmo local, para uma pessoa que ele não soube repassar o nome. O homem afirmou ainda que o suposto locatário teria deixado o carregamento armazenado no imóvel e que retornaria. Após averiguação, os policiais civis confirmaram que se tratava da carga subtraída no dia 9 de setembro, no bairro Parque Santa Maria (AIS 3). Em razão dos indícios de envolvimento de Ivan com o grupo, ele recebeu voz de prisão. Suspeito e materiais foram encaminhados para a DRFVC, onde o flagrante por receptação foi lavrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário