segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Barcelona ou PSG? Futuro de Neymar entra em fase decisiva

https://br.yahoo.com - Hoje se cumprem dois anos desde que o PSG pagou os 222 milhões de euros da cláusula de Neymar para contar com seus serviços. Apresentado no dia seguinte com honras de estado, o brasileiro por ver que não é ouro tudo o que reluz e agora pretende refazer seus passos para voltar a um Barcelona do qual nunca deveria ter saído. O clube francês sabe disso e sua saída já teria ocorrido se a equipe aspirante aos trabalhos do brasileiro fosse diferente, mas relações entre parisienses e barcelonistas são nulas, desde, precisamente, o susto de Neymar e o que se sucedeu.
Em outras palavras, o PSG não facilitará de nenhuma forma a vida do Barcelona, ​​por isso a situação continua arrastada. No entanto, o tempo começa a apertar. Ambos estão praticamente prontos para a ação e não deve ser esquecido que a Ligue 1 começa no próximo fim de semana e a Liga Espanhola começará em duas semanas, e onde há um mês ninguém, nem no PSG nem em Barcelona, ​​se referia a Neymar como uma peça de mercado, hoje todo mundo faz isso, desde o treinador da equipe francesa ao seu diretor de esportes, passando pelas estrelas do campeão francês.

Thomas Tuchel já afirmou que "quer que ele fique", assim como as principais estrelas da equipe. Kylian Mbappé comentou que "não quer que ele saia" e Edinson Cavani disse que "ele ainda tem que dar muito ao clube". No entanto, Marco Verratti diz que "se ele quiser sair, o clube deve deixá-lo sair". O futuro do brasileiro, então, é a ordem do dia, enquanto o Barcelona recupera força financeira para empreender a operação. No momento já entrou 40 milhões de euros de Malcom, negociado com o Zenit, e logo espera entrar em outro pico por Rafinha Alcantara e Philippe Coutinho, sem esquecer que Ivan Rakitic também está à venda.

Até agora, o Barcelona assumiu uma postura quase fria, diante da possibilidade de recuperar o brasileiro, mas atualmente está trabalhando nessa direção, procurando compradores para seus jogadores, ganhando dinheiro e sendo capaz de apresentar uma oferta que atenda às expectativas do PSG, algo que vai acontecer dentro de alguns dias oficialmente. Até hoje, quase não foram feitos contatos em que o PSG tenha deixado clara a sua posição exigindo, pelo menos, os 222 milhões de euros que custou há dois anos, um preço que em Barcelona ainda é considerado excessivo.

Neymar, como fez em seus últimos dias como jogador do Barça, continua a treinar sob as ordens de Tuchel, mas a diferença é que ele não jogou um único minuto de pré-temporada com sua equipe nos quatro jogos contra o Dinamo Dresden, em Nuremberg, Inter e Sydney, e não participou da partida de hoje na vitória sobre o Rennes, pela Supercopa da França por estar supenso. De qualquer forma, ontem ele nem mesmo se exercitou devido a algum desconforto no pé direito, que o afastou dos campos de jogo durante a fase decisiva da temporada e não conseguiu disputar a Copa América com o Brasil.

Longe dos campos e dos holofotes, o brasileiro não se manifestou publicamente e não fez nenhum dos gestos que o Barcelona exige para que se recupere. Haverá tempo para isso, porque a primeira coisa é abrir negociação com o PSG, algo que acontecerá dentro de alguns dias, quando o Barcelona apresentar sua primeira ofetar formal para repatriar o jogador que já foi sua estrela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário