domingo, 11 de agosto de 2019

Apple pagará US$ 1 milhão para quem hackear um iPhone (de um jeito específico)


https://itmidia.com - A Apple anunciou durante a conferência Black Hat na quinta-feira (08) que vai ampliar o seu programa de caça a bugs para pesquisadores de segurança que encontrarem falhas em seus sistemas.
Lançado há três anos, o programa recompensava, até então, apenas as falhas encontrados no sistema operacional móvel, o iOS. Agora, macOS, tvOS, watchOS e iCloud também entram sob a iniciativa.
Outra grande novidade diz respeito ao prêmio máximo para o pesquisador(a) que encontrar uma falha - específica - no iPhone: US$ 1 milhão. O valor é dedicado para quem conseguir hacker o kernel, núcleo do iOS, de forma completamente remota e sem contato nenhum com o dono do aparelho. É, de longe, o maior prêmio dado a um programa de "bug bounty" oferecido por uma grande empresa de tecnologia.
Segundo informações do The Verge, a decisão de ampliar a abrangência do programa surgiu depois que um pesquisador de segurança detalhou no começo do ano, uma falha no macOS, mas se recusou a enviar para a Apple, pois ela não recompensava falhas encontradas. Agora, pesquisadores estão mais entusiasmados em ajudar a Apple a encontrar falhas de segurança em seus dispositivos e sistemas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário