segunda-feira, 22 de julho de 2019

Elite do tiro prático esportivo disputa Torneio Internacional em Ilhéus

Clima de decisão em alto nível técnico disputado entre o início da manhã de sexta-feira (19) e fim da tarde de sábado (20). Emoções que agitaram o IV Open Ilhéus de Ipschandgun 2019 – III Etapa Baiana do Campeonato Brasileiro de Tiro Prático IPSC (Confederação Internacional da modalidade), disputado no Clube de Tiro Dragão das Águas (CTDA), no estande do clube, na Rodovia Ilhéus/Itacaré, km 28, Arena Kanthack. A edição reuniu a elite do tiro no Brasil e exterior.Ao todo, cerca de 150 atiradores, com alguns dos melhores praticantes do Brasil chegaram na cidade para encarar, em movimento, característica da modalidade, várias pistas com diferentes alvos e dificuldades no evento organizado pelo clube local em parceria com a Confederação Brasileira de Tiro Prático (CPTP), Federação Baiana de Tiro Pratico (FBTP) e apoio da Prefeitura de Ilhéus.
O diretor do clube, Carlos Kanthak relatou que toda essa movimentação em torno do evento, trouxe, inclusive, atletas estrangeiros numa época considerada baixa estação, consolidando Ilhéus no calendário de competições desta categoria. “Além da qualidade técnica, tivemos campeões do Brasil e exterior, como Uruguai, África, entre outros”. Kanthak lembrou ainda que o tiro foi o primeiro esporte a ganhar destaque nas olimpíadas, com um campeão nacional brasileiro.
O atleta uruguaio Juan José Diaz é um experiente atirador. “Em primeiro lugar é sempre um desafio novo, porque não sabemos quem iremos encontrar, no caso das disputas. Mas, o importante, além das disputas, é reencontrar meus amigos, fazer novos e curtir a adrenalina, dinâmica e movimento que a prática do tiro pode proporcionar. Eu estimo que mais pessoas possam conhecer e participar”, opinou.
A presença feminina na modalidade ganhou atenção do público. A instrutora e atual campeã brasileira de saque rápido, Elma thana Eloi disse que a participação da mulher na competição evolui a cada dia. “A medida que o esporte foi chegando à Bahia, houve muita procura e hoje já contamos com muitas mulheres. Oito delas competiram aqui, mas, todas pontuando no ranking baiano e em situação de igualdade com os homens”.
A competição, segundo os organizadores, contou com doze pistas, doze cenários diferentes, onde os atiradores foram divididos nas categorias:Superior: single, double etriplo – Luxo: single, double e triplo. Para eles, o principal desafio é ter equilíbrio, sobretudo, emocional nas provas. Os familiares e público geral foram reservadas outras atrações. Além do evento, desfrutaram de belíssimos lugares e praias maravilhosas para diversão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário