segunda-feira, 8 de julho de 2019

APÓS VAIA NO MARACANÃ, MORO PEDE AFASTAMENTO DO MINISTÉRIO POR UMA SEMANA


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu afastamento do cargo "para tratar de assuntos particulares". A licença será tirada no período de 15 a 19 de julho.
O despacho presidencial autorizando o afastamento foi publicado no DOU desta segunda-feira, 8.
Segundo a assessoria do ministério da Justiça e Segurança Pública, "por ter começado a trabalhar em janeiro, o ministro não tem ainda direito a gozar férias. Então está tirando uma licença não remunerada, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 (Art. 81. Conceder-se-á ao servidor licença, VI - para tratar de interesses particulares)".
De acordo com o Estadão, um auxiliar do ministério da Justiça e Segurança Pública teria afirmado que a licença já estava planejada desde que Moro assumiu o cargo, e não está relacionada com às supostas trocas de mensagens entre o ex-juiz e procuradores da força-tarefa da operação Lava Jato, que vêm sendo divulgadas pelo site The Intercept Brasil.

Um comentário: