terça-feira, 30 de abril de 2019

Policiais Militares da guarnição envolvida no caso Mastique têm prisão decretada


Nesta terça-feira (30), a justiça decretou a prisão temporária de todos os policiais militares que estavam em serviço na ação que culminou na morte do delegado José Carlos Mastique de Castro Filho, 55 anos.
Dois policiais militares já foram presos, por força de mandados judiciais. A dupla, lotada no 15° BPM, presta esclarecimentos sobre a ocorrência, na sede da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), em Itabuna. As prisões têm caráter temporário de 30 dias, e o objetivo delas, segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, é garantir que não exista a possibilidade de interferência nas investigações.
Os policiais ficarão detidos na sede do 15º batalhão. Mastique foi atingido com um tiro no peito deflagrado por Cleomario Figueiredo, cabo da Polícia Militar que estava em serviço. O caso aconteceu na madrugada do último domingo (28), na Av. Felix Mendonça, em Itabuna.
As investigações acerca do que pode ter ocorrido na ocasião seguem em andamento. Testemunhas do caso começaram a ser ouvidas nesta terça-feira (30). Na segunda-feira (29), Nelson Gaspar Álvares Pires Neto, Corregedor-Geral do Estado passou a acompanhar as investigações de perto, a pedido do Secretário Estadual de Segurança Pública, Maurício Telles Barbosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário