quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Projeto “Cartas de Ânimo” alegram os pacientes oncológicos da Santa Casa



Na manhã desta segunda (04), pacientes do setor de oncologia da Santa Casa foram presenteados com mensagens de amor e otimismo através de cartas dos alunos do Colégio Adventista de Itabuna.
O projeto, intitulado “Cartas de Ânimo” foi idealizado esse ano pelo pastor e professor, Jefferson Lopes, por conta do Dia Mundial do Câncer,comemorado hoje. A data é voltada para a conscientização sobre o câncer e incentivo à sua prevenção, detecção e tratamento. “Pensamos em ser solidários. Essa experiência é fundamental para os nossos alunos, poder sair da escola e realizar uma ação solidária para o próximo. Faz uma diferença enorme na vida deles”, disse.
O projeto é interdisciplinar e integra as aulas de religião com as de sociologia. Jefferson comenta que os alunos gostaram muito da oportunidade de participar do programa e, ainda em sala de aula, antes mesmo de estarem aqui já estavam ansiosos. “Eles sempre voltam melhores, voltam diferentes”, fala.
A aluna Andressa Damasceno disse que sempre quis fazer algo desse tipo. “Foi muito importante, foi maravilhoso conhecer essas pessoas, são novas, experiências e histórias. E conhecer o Kaik, que é feliz e leva a vida normalmente, independente do problema que tem”, cita.
O paciente Kaik Damasceno dos Santos é de Serra Grande e há dois anos convive com a doença. Ele diz que é algo que pode acontecer com qualquer pessoa. “Pensamos nunca vai acontecer conosco. Mas sabemos que tem tratamento, basta ter fé e acreditar, pois nada é impossível. Achei bom demais receber a visita dos alunos e adorei conversar com a Andressa”, comentou satisfeito.
Volnei Marcos Júnior, um dos alunos, ficou emocionado com a visita.” Isso aqui aumenta a minha certeza do que eu quero fazer: medicina. Quero poder ajudar as pessoas. Quando eu entreguei a carta fiquei muito emocionado porque eu nunca tinha vindo aqui e foi um impacto grande para mim ver todas essas pessoas e entender como funciona o processo da quimioterapia, que pode ser dolorosa em algumas pessoas. Vim trazer palavras de bom ânimo e dizer que pode dar tudo certo. Que essas pessoas nunca percam a esperança, pois isso é apenas um obstáculo na vida e elas são capazes de vencer”, declarou.
O paciente Manoel Modesto dos Santos, trabalhador rural aposentado, recebeu a carta das mãos de Volnei e ficou muito contente. “Estou me sentindo bem porque qualquer papel que tem o nome do Nosso Pai Eterno só tem boas palavras”, falou.
O objetivo do professor é dar continuidade ao projeto nos próximos anos sempre na mesma data, com novas turmas. “Pretendemos retornar e queremos somar mais coisas porque temos alunos que gostam de tocar violão, que são humoristas e gostam de brincar. Pelo que percebi aqui os pacientes gostam de receber pessoas alegres porque são alegres”, finalizou.
Segundo Lopes, o Colégio Adventista realiza muitos projetos dessa natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário