quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Professora de 37 anos é morta a tiros após ser chamada em janela de casa na BA; família suspeita de ex-companheiro



Uma professora de 37 anos foi morta a tiros, na janela de casa, em Salvador, após ser chamada por um homem na frente da residência. O crime ocorreu na noite de terça-feira (5), no bairro de Vila Canária, e é investigado pela Polícia Civil. O suspeito fugiu logo após os disparos.
Identificada como Priscila Rebeca Oliveira de Souza, a vítima foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de São Marcos, de onde foi transferida para o Hospital do Subúrbio, mas não resistiu aos ferimentos.
Priscila foi baleada no quarto em que dormia com a filha mais nova, uma bebê de 2 meses. No mesmo andar do imóvel, ela abriria, nesta quarta-feira (6), uma escolinha. Ela morava com a família mesmo prédio.
O irmão da vítima, Pablo Oliveira, que socorreu ela até a UPA, contou que o suspeito procurou por Priscila do lado de fora da residência, com a justificativa de que queria fazer matrícula para o filho dele.
Vítima chegou na janela do quarto para tender chamado de um homem e foi baleada na cabeça
Ainda de acordo com a família, Priscila foi surpreendida pelo tiro quando apareceu na janela do cômodo. Ela foi atingida na cabeça. O irmão dela, que estava no andar de cima do imóvel, ouviu o barulho do tiro e desceu para socorrer a vítima.
"Eu estava lá em cima, não presenciei totalmente. Ouvi o barulho e vim correndo ver o que era, para dar socorro. O que minha outra irmã, que viu a situação mais ou menos, conta é que esse homem chegou no portão e disse que queria falar com Priscila para fazer a matrícula do filho dele. Priscila foi atender [na janela] e, quando deu as costas, ele atirou nela", disse Pablo Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário