quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Polícia Federal combate crimes contra a administração pública em Pernambuco


Recife/PE - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (19/12) a Operação Deadline para apurar suspeita de crimes contra a administração pública relacionados a contratos de fornecimento de medicamentos a municípios situados no litoral sul do estado de Pernambuco. Cerca de 60 policiais federais deram cumprimento a sete mandados de busca e apreensão.
A investigação, que contou com o apoio da Controladoria Geral da União (CGU), Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (APEVISA) e Receita Federal do Brasil (RFB), teve início há quatro meses, após a PF tomar conhecimento do resultado da auditoria realizada pela CGU, que constatou irregularidades em licitações e na execução de contratos que contavam com aporte de recursos federais do Sistema Único de Saúde.
De acordo com o apurado, documentos fiscais expedidos por uma distribuidora de medicamentos sediada em Recife/PE continham inconsistências que levantaram suspeitas de prática de desvios de recursos públicos ou fornecimento de mercadoria em condições impróprias para consumo.
Os contratos firmados entre as empresas e três municípios sob investigação somaram mais de R$ 12 milhões, durante os exercícios de 2013 a 2018.
Os investigados dever responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de peculato, crime contra as relações de consumo e os previstos na lei de licitações, cujas penas podem chegar a 17 anos de reclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário