sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Estudante da UESC é única selecionada, da Bahia, para participar do 28º PBV-CNPEM



A discente Râmile Moreira, do curso de Engenharia Mecânica da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) é a única classificada, da Bahia, para participar do 28º Programa Bolsas de Verão CNPEM, em janeiro e fevereiro de 2019. Estimulada pela professora/Dra. Vaneide Gomes, do Departamento de Ciências Exatas e Tecnologias da UESC, ela concorreu com 559 estudantes de engenharia de instituições de ensino superior situadas nos países da América Latina e Caribe.
O Programa é realizado pelo Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais – CNPEM para estimular jovens estudantes com vocação para a pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico. O Programa é destinado exclusivamente a estudantes matriculados em cursos de graduação universitária das áreas de Ciências Exatas e da Terra (Inclui as Engenharias) e das Ciências Biológicas e da Saúde de instituições universitárias localizadas em países da América Latina e Caribe. O desafio do estudante é desenvolver um projeto proposto por orientador e apresentar resultados em formas de comunicação oral (seminários) e comunicação escrita em forma de relatório final de pesquisa.
O 28º PBV vai ocorrer em janeiro e fevereiro de 2019, no campus do CNPEM, em Campinas, Estado de São Paulo. No CNPEM estão agrupados quatro laboratórios: o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) e o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano). O CNPEM é uma instituição de Direito Privado, qualificada como Organização Social, que atua para cumprir metas fixadas em Contrato de Gestão com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.
Dos 559 estudantes que se submeteram ao processo seletivo 26 foram selecionados (em ordem alfabética) para participar em janeiro e fevereiro de 2019 do Programa. Além de Râmile Luíse Pereira Oliveira Moreira (da UESC), foram selecionados Ana Clara Caznok Silveira / Bárbara Carvalho dos Reis / Bárbara Victória Grigório Barbosa, Bruna de Oliveira Ferreira, Carlos Eduardo Cocha Toapaxi, Cláudio Henrique Dahne de Souza Filho, Fátima Yuri Sukekawa, Gabriel Gonçalves Dias, Gabriel Souza e Silva, Guilherme Boenny Strapasson, Helena de Castro Alvarenga, Ianka Cristine Benício Amador, Isabela da Costa Tonon, Isadora Ferreira Caixeta, Jessica Imlau Dagostini, João Pedro Valeriano Miranda, Jorge Luis Castro Angamarca, Joyce Cavalcante da Silva, Julian Lencina,Junior Misael Palacios Hilario, Letícia Fonseca Balcewicz, Thiago Gonzales-Llana Brito, Thissiana da Cunha Fernandes, Vandierly Sampaio de Melo e Victória Fulgêncio Queiroz.

CNPEM
O Programa Bolsas de Verão foi realizado pela primeira vez em janeiro e fevereiro de 1992, quando o laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) desenvolvia o projeto que dotaria o Brasil de uma Fonte de Luz Síncrotron. A partir daquele ano, o Programa passou a ser regularmente realizado sempre nos meses de Verão no Brasil e, também, período de férias para os estudantes universitários da América Latina e Caribe.
Com a expansão do LNLS e a criação de outros laboratórios nacionais (LNBio, CTBE e LNNano), o Programa Bolsas de Verão passou a ser realizado de forma integrada pelos quatro laboratórios nacionais do CNPEM, nas instalações que formam um campus de pesquisas e desenvolvimento tecnológico, localizado em Campinas, cidade com mais de 1 milhão de habitantes, a 100 quilômetros da capital São Paulo.
O estudante selecionado é orientado – de modo individualizado – por um pesquisador e/ou tecnólogo qualificado de um dos laboratórios nacionais do CNPEM. O desafio do estudante é desenvolver um projeto proposto pelo orientador e apresentar resultados em formas de comunicação oral (seminários) e comunicação escrita em forma de relatório final de pesquisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário