sábado, 3 de novembro de 2018

Investigações da Polícia Civil resultam nas prisões de dois estelionatários que agiam na RMF



A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informa que investigações conduzidas pela Delegacia Metropolitana de Cascavel, na Área Integrada de Segurança 13 (AIS 13), resultaram nas prisões de dois estelionatários cearenses investigados por aplicar golpes na Região Metropolitana de Fortaleza. Um dos suspeitos foi preso em Fortaleza, por força de um mandado de prisão preventiva, bem como o seu comparsa, que foi capturado na cidade de Parnaíba, no Piauí, com o apoio da Polícia Civil piauiense. Os dois foram identificados, após os proprietários de uma empresa em Cascavel noticiar que a empresa dos dois investigados havia adquirido, por consignação, dois freezers. Depois do fato, a vítima não havia mais conseguido contato com os dois estelionatários. De acordo com o delegado Josafat Araújo, há indícios que os golpes tenham lucrado em torno de R$ 100 mil.
Diante das informações, a Polícia Civil iniciou as investigações, por meio de diligências e oitivas, e chegou aos nomes dos suspeitos, sendo estes, Etevaldo Ferreira Anastácio (51) – com nove passagens pela Polícia por estelionato, crime contra a fé pública, crime de trânsito, ameaça, lesão corporal dolosa e apropriação indébita; e Francisco das Chagas Araújo (66) – com antecedente criminal por estelionato. Este último foi localizado na Paraíba.

Ainda de acordo com os levantamentos policiais, a dupla falsificava selos cartorários para reconhecimento de firma, o que permitia a abertura de empresas. A partir disso, eles aplicavam golpes nas distribuidoras de produtos e em outros comércios da região. Etevaldo foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Cascavel, onde será ouvido e ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil agora inicia as tratativas para o recambiamento de Francisco das Chagas, que se encontra preso na cidade de Parnaíba. Já sobre as investigações, os trabalhos policiais seguem em andamento visando identificar outras vítimas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário