sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Prefeito, secretário e técnicos da Seinfra fazem visita técnica da obra da nova ponte




O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado da deputada estadual Ângela Sousa, juntamente com técnicos da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), incluindo o secretário Marcus Cavalcanti, visitaram as obras da nova ponte que liga o centro de Ilhéus ao bairro do Pontal, nesta sexta-feira (19). O objetivo foi acompanhar o andamento da construção da primeira ponte semi-estaiada da Bahia. Atualmente, 260 profissionais estão atuando na construção. Além disso, o equipamento vai contribuir para o escoamento da produção agrícola, principalmente do cacau, e no desenvolvimento turístico do litoral sul do estado.
A obra está com 55% de execução e vai atender 511 mil moradores de Itabuna, Uma, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, junto com Ilhéus. O investimento é de mais de R$ 98 milhões. Com 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura, a nova ponte terá passeio, canteiro central, uma ciclovia e pista dupla nos dois sentidos. Também está sendo feito um acesso viário com cerca de três quilômetros distribuídos na zona central e Sul. A previsão de conclusão da etapa de pavimentação é para dezembro deste ano. Já a nova ponte está prevista para o segundo semestre de 2019, segundo o Governo do Estado.Fiol - Marcus Cavalcanti lembrou ainda que no último mês ocorreu uma audiência pública que tratou da concessão da Fiol. “Estamos trabalhando em conjunto com três grupos chineses e mais um grupo do Cazaquistão para tenham a proposta de comprar e concluir a Fiol e fazer o Porto Sul. Acabei de assinar o contrato de concessão do Aeroporto Jorge Amado, quando uma empresa será responsável por toda recuperação da pista, dotar de instrumentos mais modernos, ampliar o terminal de passageiros e, paralelo a isso, esta mesma empresa fará o projeto de engenharia e licenciamento ambiental e a seleção da área do novo aeroporto de Ilhéus”, ressaltou.
Desapropriações dos imóveis – “Hoje assinei 85 escrituras já totalmente pagas aos moradores da localidade. Os casos que ainda não foram acordados são devido a pendência de documentos ou desavenças familiares quanto aos valores que o Estado aplicou. Já começamos a demolição das casas esta semana e os moradores terão um prazo de 30 dias para a desocupação dos imóveis. Ilhéus vai ganhar uma ponte nova, uma urbanização lindíssima nas áreas Norte Centro e Sul, além de uma nova orla na região dom Pontal até o aeroporto”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário