segunda-feira, 29 de outubro de 2018

MAQUININHA - Brasileira Stone estreia na Nasdaq e atinge US$ 9 bilhões em valor de mercado



A empresa brasileira Stone estreou nesta quinta-feira (25) na bolsa norte-americana Nasdaq. Após a estreia, a processadora de cartões de crédito viu suas ações terem alta de 30% e o seu valor de mercado atingir os quase US$ 9 bilhões.
Fundada em 2012, a empresa das maquininhas de pagamento atende mais de 200 mil comerciantes online e em unidades físicas. A companhia, controlada pelos fundadores André Street e Eduardo Pontes, tem como principais concorrentes a Cielo, maior processadora de pagamentos do Brasil, a First Data Corporation, Global Payments Inc e a PagSeguro. Vale lembrar que esta é outra processadora brasileira de cartões de crédito que também abriu o IPO, quando em janeiro deste ano, listou suas ações na Bolsa de Nova York.
Para os seis primeiros meses de 2018, a Stone divulgou receita de US$ 164,9 milhões, quase o dobro de um ano antes. O lucro alcançou US$ 22,7 milhões do período, o que ajudou a reverter o prejuízo do primeiro semestre de 2017.
Entre os acionistas da Stone há nomes conhecidos do mercado. A Ant Financial, subsidiária de pagamento da chinesa Alibaba, aportou US$ 100 milhões na operação e a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, demonstrou interesse em comprar até 14,2 milhões de ações. os sócios da 3G Capital Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira também se tornaram acionistas da empresa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário