segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Deputado mais votado no ES, o apresentador de TV Amaro Neto quer redução da maioridade penal



Amaro Neto: "A população clama por mais segurança no nosso País"

Aos 41 anos, o apresentador do programa policial Balanço Geral, da TV Record, Amaro Neto (PRB) foi o deputado federal mais votado do Espírito Santo, com mais de 181 mil votos.
O deputado eleito defende que o novo Congresso Nacional faça as reformas tributária, da Previdência, política e no Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40) já em 2019, pois acredita que em 2020 o andamento delas seria prejudicado pelas eleições municipais. “A população clama por mais segurança no nosso País”, enfatizou.
Amaro Neto é favorável à redução da maioridade penal para 16 anos. “A polícia hoje enxuga gelo, já que prende delinquentes que acabam sendo soltos, porque nossas leis são frouxas, e prende menores que acabam sendo soltos, porque não ficam nem mesmo numa instituição socioeducativa", afirmou.Porém, ele defende também o trabalho de prevenção da violência. "Devemos cuidar dos nossos jovens investindo na educação profissionalizante, educação em tempo integral, educação aliada ao esporte e à cultura", opinou. "Não vamos sanar o problema da violência apenas colocando mais polícia na rua", complementou.
Atuação política
Atualmente Amaro Neto exerce o cargo de deputado estadual. Na Câmara dos Deputados, nos próximos quatro anos, não listou uma área prioritária de atuação e disse quer trabalhar em todas as frentes. Na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, foi presidente da Comissão de Turismo e Desporto e hoje é ouvidor.
Ele relata que, como deputado estadual, economizou 70% de sua verba de gabinete. "É o que pretendo também fazer no Parlamento", destacou.
O deputado eleito já foi filiado ao PPS, ao PMB e ao Solidariedade, antes de ingressar no PRB. Em 2016, concorreu à prefeitura de Vitória, mas foi derrotado no 2º turno por Luciano Rezende (PPS).
O maior doador da campanha a deputado nestas eleições foi a direção do PRB, com R$1,3 milhão, e o maior fornecedor, a empresa TCI Equipamentos, com R$153 mil.
Atuação como comunicador
Amaro Neto não vê problemas em aliar o trabalho de comunicador com o de deputado federal. “Aliar o trabalho da política com uma profissão do dia-a-dia é o ideal para todos os políticos”, disse. "O comunicador e o jornalista têm contato permanente com os problemas da nossa sociedade, ele sente na pele esses problemas, e nada melhor do que essas pessoas representarem a população brasileira no Legislativo", completou.
'Agência Câmara Notícias'

Nenhum comentário:

Postar um comentário