segunda-feira, 15 de outubro de 2018

CE - Suspeito de chefiar o tráfico de drogas na comunidade do Dendê é preso pela Polícia Civil em posse de entorpecentes

Alex Blindado e Francisco Daniton Oliveira Pinheiro



A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) divulgou, na manhã desta segunda-feira (15), em coletiva de imprensa na sede do Complexo de Delegacia Especializadas (Code), a prisão de “Alex Blindado”, apontado como um dos chefes do tráfico de drogas em uma comunidade no Edson Queiroz – Área Integrada de Segurança 07 (AIS 07). Um segundo investigado também foi preso pelas equipes policiais, que apreenderam mais de 35 quilos de maconha.
“Alex Blindado”, que se trata de Alex Ferreira da Costa (36), estava com mandado de prisão em aberto por três homicídios e roubo, que somava mais de 33 anos de detenção. Além disso, constam em sua ficha criminal as autuações por tentativa de homicídio, roubo a banco, na Lei das Organizações Criminosas, tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menor, associação criminosa e crime de trânsito. “Alex Blindado” é investigado ainda por ser o chefe de um grupo criminoso na comunidade do Dendê, em Fortaleza.Após diligências da Draco, ele foi encontrado pelos profissionais de segurança quando dirigia um veículo Renault Oroch, no bairro Joaquim Távora (AIS 10). A informação, colhida por intermédio das diligências da delegacia especializada, é que o suspeito residia ali próximo, na Rua Barão de Aracati. Após a captura de Alex, os policiais seguiram até uma propriedade, onde havia indícios que seria utilizada para o armazenamento de entorpecentes, no bairro Paupina. Lá, estava o segundo suspeito, Francisco Daniton Oliveira Pinheiro (29), com passagens por roubo de veículo e corrupção de menor, incumbido de guardar a droga.
No interior de um veículo apreendido no local, a Polícia Civil encontrou aproximadamente dez quilos de maconha. Já em um dos cômodos da casa, os policiais localizaram mais tijolos de entorpecentes, que totalizaram 35,2 quilos, além de sacos para a embalagem do material ilícito e uma balança de precisão. A dupla foi encaminhada para a sede da Draco, onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. A Polícia Civil investiga o envolvimento de ambos em outros crimes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário