sexta-feira, 13 de abril de 2018

Em Itabuna, 24 de maio passará a ser o Dia da Etnia Cigana

Projeto de lei aprovado nessa quarta, 11, por unanimidade, instituiu 24 de maio como o Dia da Etnia Cigana em Itabuna. Beto Dourado (PSDB), autor da proposição, baseou-se na dissertação, em andamento, da mestranda Dayse Santos, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). “É fundamental reconhecer e valorizar a influência cigana na formação grapiúna”, justificou o parlamentar.
Beto entende que o projeto de lei, levado ao gabinete por Dayse Santos, colabora na desconstrução de preconceitos contra o povo cigano que vive em Itabuna. “Acolhi a proposta por ser mecanismo de consolidação de uma sociedade que respeita a diversidade e a multiculturalidade, pilares da justiça social e do pleno exercício da cidadania”, frisou Dourado. Resta agora a sanção do prefeito Fernando Gomes para a proposta tornar-se lei municipal.
O artigo 2° do projeto determina que o evento será organizado pela própria comunidade cigana local. Por emenda do relator Júnior Brandão (PT), a comemoração anual do Dia da Etnia Cigana ficará “atrelada à FICC ou outra secretaria vinculada à Cultura”.
Após a votação, Gerisnal Fortuna Rebouças, conhecido como seu Juvenal e que há 40 anos tem residência em Itabuna, agradeceu o reconhecimento dos vereadores itabunenses aos ciganos. Nacionalmente, desde 2006, 24 de maio é reconhecido como Dia do Cigano conforme o Decreto presidencial 10.841.
Foto: Pedro Augusto Benevides

Nenhum comentário:

Postar um comentário